Reformar a União Económica e Monetária

Este documento, que se encontra em fase de debate interno e externo, é um contributo para a elaboração do programa eleitoral do PSD. Não deixe de participar. Envie-nos a sua opinião.

O PSD acredita que é mais importante do que nunca alterar o funcionamento institucional da União Económica e Monetária, por ser mais eficiente fazê-lo num período de crescimento económico e por persistirem algumas das deficiências que conduziram à crise financeira e de dívida
Assim, propõe mudanças em três áreas: no funcionamento das instituições, na estabilização financeira e relações entre setor financeiro e Estados e finalmente na área orçamental.